musica 2

06 capoeira regional - ginga, com amor - a palma de bimba.mp3

sábado, 5 de abril de 2014

Confirmado




Confirmado 9° Batizado e Troca de Cordel em Catu-Ba,
Com as seguintes atrações: a Estrela Dalva Cultulral Folcloríco, Show Capoeira Jalará, A dupla sertaneja universitário J e A, Banda Cyrcuitto e uma banda surpresa e outras apresentações aguardem
Realização: Grupo de Capoeira Convivência Negra, Departamento de Cultura, Blogger Nova Capoeira Noticia e Prefeitura Municipal de Catu.

terça-feira, 18 de março de 2014

Aguardem!


Vem ai, 9° Batizado e Troca de Cordel, Será Realizado no Clube A.C.E.C  na Cidade de Catu-BA.  Dia 08 de junho de 2014                                                                                                                           Apoio: Prefeitura Municipal de Catu e Blogger Nova Capoeira Noticia                          Realização Grupo de Capoeira Convivência Negra e Departamento de Cultura de Catu.     Atenção teremos apresentações e encerramentos com bandas.Venha e traga seu Grupo e sua Família. 

                        A 13 anos Fazemos Catu Gingar.  






sábado, 8 de fevereiro de 2014

Grupo Jalará (Mestre Atabaque)

Grupo Jalará


                           Vejam quem estão em destaque em nosso blogger    
                                                 Clique no link vídeo
                          http://www.youtube.com/watch?v=SB5MrgTRLZQ

           E aguardem historia sobre esse belíssimo trabalho Grupo Jalará  do mestre atabaque da cidade de Salvador-BA.

convite


terça-feira, 30 de julho de 2013

Boas noticias ( olha ai o resultado do apelo)



           Em apelo dos alunos do grupo de capoeira convivência negra, nós decidimos correr atrás do diretor de cultura do município de Catu-BA João Ferreira Júnior, pra pedir um espaço onde possa acolher o grupo. Foi onde ele junto com suas assistentes Janete SilvaCélia Oliveira solucionaram o problema do grupo.
     Eles os cederam espaço do clube Acace, onde darão continuidade a pratica da capoeira os horários ficaram nos dias de segunda e terça-feira as 19:00hs. em nome do blogger e do grupo agradecemos a todos que torceram por isso e a equipe da cultura de Catu.





quinta-feira, 18 de abril de 2013

mestre camisa roxa


Adeus 


                                                          Grão-Mestre Camisa Roxa


Começou na capoeira em: 1954
 
Mestre Camisa Roxa foi considerado o melhor aluno de Mestre Bimba. É Grão-Mestre da ABADÁ-CAPOEIRA, título vitalício para o qual foi escolhido por um conselho de Mestres de notório saber. 
Sua função é de orientador e consultor, sendo o seu título o mais alto grau na ABADÁ-CAPOEIRA. É o capoeirista que mais divulgou a Capoeira pelo mundo, viajou por mais de 50 países, levando a Capoeira como  manifestação de arte e cultura brasileira.
 
Falar de Camisa Roxa no meio de Capoeira é como falar de uma lenda. O irmão mais velho de Mestre Camisa foi o primeiro capoeirista a enxergar mais longe, a entender que a profissionalização e organização eram fundamentais, a vislumbrar um caminho mais longo e conduzir a Capoeira pelo mundo afora. Hoje em qualquer país que se vá se encontra o jogo da Capoeira, mas há 25 anos atrás quando Camisa Roxa levou pela primeira vez um grupo de capoeiristas para a Europa, estava apostando tudo num projeto em que só eles acreditavam.
 
Foi no ano de 1973 que Edvaldo Carneiro e Silva, Grão Mestre Camisa Roxa, fez sua primeira viagem para a Europa. Nesta época seu irmão José Tadeu, Mestre Camisa, era um rapaz de apenas 17 anos, recém chegado ao Rio de Janeiro que, nem de longe, imaginava a importância que ambos teriam no Brasil e no mundo para a arte da Capoeira.
 
Camisa Roxa nasceu em 1944, na Fazenda Estiva, no interior da Bahia. Era o irmão mais velho de uma família de muitos filhos. Com a morte de seu pai, quando tinha 21 anos, Camisa Roxa se tornou responsável pela criação e educação de seus irmãos mais novos, Mestre Camisa na época tinha oito anos de idade. "Ele foi um segundo pai para nós", declara Camisa. "Sempre foi o ponto de referência para todos, até hoje quando está no Brasil, faz questão de reunir toda família" completa o Mestre.
 
Camisa Roxa começou a praticar Capoeira aos 10 anos de idade como divertimento, o que mais tarde foi copiado por todos os outros irmãos. Na década de 60, foi para Salvador fazer o científico e começou a treinar na Academia de Mestre Bimba, onde se formou e foi considerado o melhor aluno pelo Mestre. Seus irmãos Ermival, Pedrinho e Camisa também se formaram na Academia de Bimba.
 
O apelido do Grão Mestre surgiu devido ao fato de que ele sempre freqüentava as rodas de Capoeira da Bahia vestindo uma camisa roxa da qual gostava muito. Gostava também de jogar nas rodas de Capoeira tradicional da academia de Mestre Pastinha e nas rodas dos Mestres Waldemar e Traíra na rua Pero Vaz, onde era muito respeitado por sua postura e o grande conhecimento que possuía dos fundamentos da Capoeira.
 
Camisa Roxa pensa a Capoeira como um todo, reunindo Regional e Angola. "Na verdade, bem poucas pessoas compreenderam a verdadeira intenção de Mestre Bimba", declara o Grão Mestre. "Primeiro ele ensinava com seu método uma Capoeira alta, mas com o tempo a pessoa deveria aprender a jogar baixo", completa.
 
Depois de dar aulas em diversas academias e clubes em Salvador, Camisa Roxa formou um grupo e decidiu divulgar sua arte mundo afora. Hoje, ele comanda uma equipe de 40 pessoas que se apresentam no mundo inteiro em teatros, televisão, shows, encontros e seminários. Ele é responsável pela coordenação da ABADÁ Capoeira na Europa, e realiza regularmente cursos práticos de reciclagem para os instrutores e professores que atuam por lá. É também o organizador do Encontro de Primavera Capoeira na Europa que é realizado de dois em dois anos na Áustria. Este evento visa à integração e a atualização de alunos da Europa e EUA através de aulas teóricas e práticas ministradas por mestres convidados do Brasil.
 
Durante os primeiros anos, até 1979, Camisa Roxa se dividiu entre o Brasil, Europa e vários países do globo terrestre. Depois morou dez anos na Alemanha e em seguida se mudou para a Áustria onde está morando há nove anos. Lá, junto com sua mulher, a baiana Telma, dá continuidade ao seu trabalho de Capoeira no exterior e educa seus dois filhos Edclei e Valdo. Hoje o Grão Mestre passa seis meses viajando por diversos países da Europa e outros continentes e os outros seis meses se divide entre a Áustria e viagens ao Brasil.
 
Nas palavras de Mestre Camisa, ser Grão Mestre da ABADÁ Capoeira significa ser detentor da mais importante função dentro do grupo. "É uma posição de notório saber para a qual só se é eleito com o reconhecimento de uma série de pré-requisitos. Ter mais de 50 anos e comprovada experiência prática e teórica são os dois mais importantes", explica Camisa. O Grão Mestre funciona como o grande consultor da ABADÁ, nas decisões importantes e na graduação dos Mestrandos e Mestres. Numa comparação com a igreja católica, o Grão Mestre Camisa Roxa é na verdade o Papa da ABADÁ Capoeira, sua principal incumbência é dar continuidade às tradições, filosofia e orientações para um melhor andamento das atividades da ABADÁ. Sua mais recente contribuição foi um projeto detalhado de descentralização da ABADÁ Capoeira.O plano consiste em uma melhor distribuição dos trabalhos em diferentes regiões, com o objetivo da obtenção de um gerenciamento setorizado de todas as atividades do grupo.
 
Esse projeto visa também diminuir a sobrecarga de trabalho do Mestre Camisa, para que ele tenha mais tempo para se dedicar ao departamento de criação, a organização das diretrizes da Associação e a elaboração de metodologias para o desenvolvimento técnico. "Descentralizando, vamos descobrir o dom pessoal de liderança de cada um, e caberá a nós escolher e incentivar os melhores líderes", diz Camisa Roxa.
 
Hoje o Grão Mestre dedica grande parte do seu tempo a pesquisas sobre capoeira, sempre em busca de novos caminhos e ampliação de sua visibilidade no mundo. Para ele, no Brasil deveria haver mais união entre os diferentes grupos, para que seja possível estabelecer uma ordem nas atividades e nos ensinamentos. "Talvez uma Capoeira mais disciplinar e a união entre os líderes, produza uma Capoeira com mais responsabilidade e profissionalismo", afirma. Camisa Roxa diz que ao passar sua experiência procura retribuir tudo o que a Capoeira lhe deu até hoje.
  

e-mail